EDUCAÇÃO

Quando falta educação, sobra violência



Uma sombra grotesca permeia carteiras vazias em salas abandonadas da rede de ensino público. A penumbra da evasão escolar é opaca, impede a passagem da luz do conhecimento e apaga o brilho de olhos juvenis. Sobre a cabeça do ex-aluno, paira a nuvem carregada da violência urbana.

Fora da escola, o flash da criminalidade dispara sem trégua, encandeia, hipnotiza e mata.

A evasão escolar é uma cobra faminta que engole o próprio rabo. Quanto mais alunos deixam de se matricular, menos recursos o Estado recebe. Investe-se menos, as escolas pioram e mais jovens se afastam da sala de aula. Para onde eles vão? É um ciclo vicioso, autofágico. Os arredores das escolas públicas estão tomados por traficantes e delinquentes de uma forma geral. Quase todos são ex-alunos que abandonaram a vida escolar. Gangues inteiras ocupam espaços educacionais.

Educação - OpenBrasil.org